Biossegurança para Prevenir Infecções pelo CAV em Frangos

Las prácticas básicas de manejo tales como limitar el acceso a las granjas, equipos y calzados separados para cada granja/nave y el uso de pediluvios a la entrada de granjas/naves minimizan el riesgo de la introducción del VBI.

Práticas básicas de manejo, como acesso limitado controlado às granjas, calçados e equipamentos separados para cada granja/galpão e lavagem dos calçados na entrada das granjas/galpões, minimizam o risco de introdução do vírus.

As medidas higiênicas visam minimizar a pressão das infecções. Uma abordagem estruturada é necessária para prevenir infecções:

  • Lavagem seca: remoção e descarte de todo o material orgânico do local (no caso de pisos em terra batida, isto deve incluir remover os
    4-5 cm da parte superior do solo).
  • Lavagem úmida: limpar os galpões das aves usando água altamente pressurizada (35-55 Bar) para assegurar a remoção de todo o material orgânico. É aconselhável acrescentar detergentes para auxiliar no processo de limpeza.
  • Desinfecção: aplicação de um desinfetante adequado para reduzir a capacidade infecciosa de quaisquer partículas virais remanescentes. É crítica a aplicação de desinfetantes na concentração correta com um tempo de contato adequado. Geralmente produtos contendo formaldeído, agentes liberadores de cloro ou compostos de amônio quaternário são adequados dentro do contexto de minimização da quantidade de vírus no ambiente (e diminuição da dose infecciosa), mais do que para assegurar uma completa inativação.

O espaço de tempo (“tempo morto”) entre lotes sucessivos deve ser maximizado (é recomendado um mínimo de 10 dias). O controle do CAV em granjas de múltiplas idades é extremamente desafiador e requer estrito controle do movimento de pessoal e equipamento entre os galpões.

young broilers

As medidas higinicas visam minimizar a presso das infecçes.